domingo, 11 de janeiro de 2009

Escrever ajuda a tratar

Revista Saúde – Ed. 300 – Partes

O antigo hábito de registrar em um diário os acontecimentos cotidianos ganha nova força com a internet e se mostra uma excelente terapia para quem quer (e precisa) descarregar emoções reprimidas.

Embora falte literatura científica sobre o assunto, os especialistas admitem que a escrita pode contribuir direta ou indiretamente para o tratamento de doenças físicas e psíquicas. “O hábito de escrever alivia o estresse de pacientes com câncer”, atesta a psico-oncologista Luciana Holtz, de São Paulo.

A escritora e psicóloga Sonia Belloto, complementa “O texto é um amigo disponível a qualquer hora. Ele nos obriga a pensar, ajuda a refletir e, por ser uma atividade solitária, favorece o autoconhecimento. Além disso, ativa a memória e funciona como uma espécie de academia para o cérebro ao facilitar a liberação de dopamina, um neurotransmissor que estimula o sistema nervoso e contribui para a saúde do corpo.” Por Giuliano Agemone

Com certeza para alguns clientes do Espaço do Bem-Estar essa matéria não será novidade já que é uma dica que sempre dou. Também escrevo e para mim serve, muitas vezes, como um excelente desabafo, além de evitar discussões desnecessárias.

Abraços,

Tati
41 3528.2312
41 9244.2312

Um comentário:

Viviane Hansen disse...

Oi Tati

Escrever é mesmo uma ótima terapia.
"Escrevi e não mandei" devia ser um lema pois esta prática evita vários tipos de transtornos e discussões bobas.
Parabéns pelo blog. Mais uma alternativa para contribuir com o nosso bem- estar!

Beijos!